Redes Sociais podem ser aliadas na construção de uma boa imagem pessoal

As redes sociais são praticamente uma extensão do nosso dia a dia. Tudo que acontece off vai para o mundo virtual como uma espécie de vitrine das nossas vidas. Esse comportamento é involuntário para algumas pessoas, mas é preciso ter cautela para publicar algo, uma vez que os perfis são uma das peças fundamentais atualmente na hora de conseguir um emprego. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Recursos Humanos aponta que os recrutadores olham primeiro a rede social para depois ver se a pessoa é fluente em outro idioma e em seguida a ficha criminal, ou seja, a atitude nas redes pode ser o diferencial para consquistar uma vaga.

Rafaela Terra, jornalista especializado em Marketing Digital e professor de MBA conta o que deve ser evitado nas redes sociais e como é possível usá-las a seu favor.

1.Atenção ao conteúdo publicado – As redes sociais são como um outdoor diário, onde é preciso ter cuidado com o conteúdo que publicamos e a forma como seremos lembrados. “A gente não está mais falando só com os amigos. Nós falamos com os amigos dos amigos, e isso faz com que tu seja uma marca”.

2.Pense bem antes de expor suas opiniões – A tendência é que os perfis sejam cada vez mais valorizados na hora do recrutamento. Isso acontece porque as empresas procuram pessoas com os mesmos valores que elas, e pela atitude no Facebook ou no Instagram, por exemplo, é possível perceber se esses são compatíveis com o que desejam. “Se teu conteúdo está agredindo alguém, não posta. E será que tu precisa falar mal do time adversário ou do partido político que tu é contrário? Se tu tens essa necessidade, reune os amigos em um bar, mas não coloca na rede social, porque aquilo vai ficar registrado”.

3.Faça do seu perfil um portfólio – O conteúdo desnecessário, que não acrescenta em nada na vida dos que te seguem, deve ser evitado. “Por outro lado, se eu quero a minha imagem relacionada a um assunto, eu preciso produzir e ter uma repetição daquele tema para que eu me torne referência”. Quando o recrutador for analisar o perfil, é importante que ele perceba que existe uma frequência de publicação e que não é algo aleatório.

 4.Invista no Linkedin – De todas as redes, o Linkedin é a que mais oferece tráfego orgânico para as pessoas, porém ainda é mal utilizado. “As pessoas acabam colocando só o currículo e esquecem de compartilhar conteúdo”. A vantagem do Linkedin é que não é uma rede de amizade, mas sim de networking, então é possível conectar-se a pessoas com interesses afins e que podem se tornar futuros parceiros de negócios.

Sobre Rafael Terra

Rafael Terra é jornalista especializado em Marketing Digital, CEO da Fabulosa Ideia, primeira agência de Social Media e Marketing de Conteúdo do RS. Professor de MBA na ESPM e PUC. Nesta última, também é professor de Tendências na Comunicação do primeiro curso no Brasil em nível de especialização que trabalha o âmbito do Jornalismo Digital. Também integra o time de professores do Comunique-se, a maior plataforma de jornalistas do país. Consultor e palestrante nacional de Marketing Digital, com mais de 150 empresas atendidas, incluindo Braskem, Grupo Bandeirantes, Abicalçados Grupo RBS, Unimed e Ministério Público da Bahia.

No Replies to "Redes Sociais podem ser aliadas na construção de uma boa imagem pessoal"

    Leave a reply

    Your email address will not be published.