ELLE revê clássicos da arte mundial com personalidades brasileiras de peso para edição de dezembro

Caetano Veloso, Lea T, Sonia Braga, Zé Celso, Taís Araújo e Lázaro Ramos são os personagens das cinco capas da edição

Abrindo as celebrações em torno de seu aniversário de 30 anos, comemorados em 2018, a ELLE revê clássicos da arte mundial pelo ponto de vista de cinco personagens centrais da cultura brasileira. São eles Caetano Veloso, Sonia
Braga, Zé Celso, Lea T e o casal Taís Araújo e Lázaro Ramos.
Eles foram retratados como a série “Joiners”, de David Hockney, a “Mona Lisa”, de Leonardo Da Vinci, “O Grito”, de Edvard Munch, “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, e “O Beijo”, de Klimt.
Em um ano difícil para o Brasil, cheio de perdas, crises e fracassos, até mesmo a arte e seu discurso se transformaram em alvo. Recriando obras icônicas com personagens importantes ­– cada qual com sua bandeira ­–, a
publicação propõe uma edição dedicada à beleza da arte, que é capaz de dialogar com o caos, as dúvidas, os afetos e com tudo aquilo que nos torna humanos.
Na seleção, Sonia Braga, uma das maiores atrizes do mun­do, encarna a “Mona Lisa”, de Da Vinci. Em entrevista, Sonia discute sobre algumas das principais questões e polemicas que a sociedade brasileira vem enfrentando.
O casal Taís Araújo e Lázaro Ramos refaz “O Beijo”, de Klimt, uma ode ao poder transformador do amor, e dialoga sobre a vida a dois, carreira e racismo.
A modelo Lea T refaz “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, nos fazendo repensar a amplitude do feminino. Na edição, Lea fala sobre o poder da arte, beleza e sua relação com outras pessoas trans, uma vez que ela é considerada uma referência. Já José Celso Martinez Corrêa, grande alquimista do teatro brasileiro, recria uma imagem do conjunto “O Grito”, de Munch, transformando o medo em exalta­ção da alegria. Zé aproveita para comentar sobre carreira, o teatro brasileiro, seus projetos e sonhos.
Por fim, Caetano Veloso se conecta com a série “Joiners”, de David Hockney. Dois multiartistas consagrados que investigam a riqueza do movimento e o processo de construção de perspectivas. O cantor e compositor fala sobre o relançamento de seu livro “Verdade Tropical”, preconceitos, censura, sua relação com os filhos e seu show apresentado ao lado deles.
A revista com o conteúdo completo e as cinco opções de capa já está nas bancas.

No Replies to "ELLE revê clássicos da arte mundial com personalidades brasileiras de peso para edição de dezembro"

    Leave a reply

    Your email address will not be published.